Falar SIM é difícil. Vamos combinar: é muito mais fácil ficar em casa em vez de ir para aquele evento no qual você não conhece ninguém. É muito mais tranquilo dizer que você tem um compromisso quando é convidada para dar uma palestra (e você tem pavor de falar em público). É muito menos estressante não sair da zona de conforto, continuar naquele emprego, deixar de começar aquela conversa ou mandar aquele e-mail.

Querer se proteger é natural do ser humano e falar NÃO é uma defesa, que evita possíveis riscos e decepções. E era justamente por isso que a Shonda Rhimes (sim, a criadora dos nossos seriados favoritos) respondia negativamente para a maior parte das oportunidades que apareciam na sua frente.

Shonda era renomada, workaholic e contava com uma série de prêmios pelos seus trabalhos incríveis. Porém, a criadora dos maiores sucessos da televisão da última década tinha pânico só de pensar em ter que falar na frente de uma plateia, ou então ir em eventos, ou então dizer sim para aquele tal jantar.

Durante o preparo de uma ceia de Ação de Graças, Shonda Rhimes comentou com a sua irmã que havia sido chamada para uma série de eventos legais. Sem querer, sua irmã respondeu grosseiramente que nada disso importava, afinal de contas Shonda nunca dizia sim para nada.

Essa observação feita pela irmã era a mais pura verdade e chegou como um balde de água fria para a roteirista. Durante algum tempo, Shonda ficou com a realidade martelando na cabeça, até que um dia — no seu aniversário — decidiu dizer SIM para todos os desafios que aparecessem na sua frente.

O ano em que disse SIM (publicado aqui no Brasil pela editora Best Seller) é um relato pessoal justamente desse período em que Shonda Rhimes respondeu positivamente para todas as oportunidades. No livro, a autora demonstra como essa resposta positiva abriu ainda mais portas para ela, não apenas profissionalmente –dando palestras e fazendo discursos em universidades, por exemplo — mas também no âmbito pessoal — iniciando um processo de amor próprio e cuidado com a saúde.

Se você gosta da Shonda Rhimes, com certeza vai adorar ler O ano em que disse SIM. No livro, ela compartilha como a sua paixão pela produção de histórias surgiu e como é o seu processo criativo.

Se você é uma sonhadora e precisa de uma inspiração para colocar a mão na massa, também vai amar ler O ano em que disse SIM. No livro, a autora mostra como a determinação e o hábito de trabalhar diariamente vão fazer com que você atinja os seus objetivos com certeza.

E, principalmente, se você quer ver de perto como a vida da Shonda realmente mudou depois que ela começou a dizer sim para tudo, PRECISA ler esse livro inspirador.

Já adiantamos que vai ser difícil não sentir uma coceirinha e uma vontade de fazer coisas incríveis depois de ler O ano em que disse SIM.

Clique para comprar o livro O ano em que disse sim

Comentários

Comentários