Às vezes, as melhores ideias de negócio nascem completamente por acaso. Foi mais ou menos assim com a Glossier, marca de maquiagens fundada pela empreendedora sensacionais Emily Weiss.

Atualmente, a Glossier é uma das marcas de maquiagem mais queridas pelas millennials americanas. Porém, a sua ideia de negócio nasceu de maneira despretensiosa, enquanto Emily Weiss se dedicava ao seu blog de maquiagem.

Se você tem o sonho de criar uma marca de maquiagem, ou então pretende criar um produto derivado do seu blog, vai a-do-rar a história dessa empreendedora sensacional. Olha só:

emily2

A história da Emily Weiss

Emily Weiss foi criada no estado americano de Connecticut. Desde a sua época de escola, sempre gostou muito de moda. Esse interesse fez com que ela entrasse na Universidade de Nova York, para estudar artes.

Assim que finalizou a graduação, Emily teve a oportunidade de trabalhar no lugar que é o sonho de qualquer amante do mundo fashion: na Teen Vogue (tá… a Vogue que é o sonho, mas vamos combinar que a Teen Vogue é legal também, vai?!).

Sua temporada como estagiária na publicação durou três anos e nesse período ela percebeu que a editoria de beleza nas revistas femininas nunca recebia tanta atenção e era sempre vista apenas como uma coluna. Nesse momento ela teve um insight: como seria uma publicação focada apenas em assuntos relacionados à beleza?! Nascia aí o blog Into the Gloss.

into the gloss

O nascimento do Into the Gloss

O blog Into the Gloss começou no apartamento de Emily Weiss, em Nova York, em 2010. Seu objetivo desde o primeiro dia do portal era produzir um conteúdo relacionado ao mundo dos produtos de beleza e das maquiagens que fosse mais denso e elaborado. Para isso, ela entrou em contato com mulheres que admirava (editoras, empreendedoras, artistas visuais, etc) e perguntou se elas topariam abrir os seus banheiros e rotinas de beleza matinais para as leitoras do blog.

Todo esse trabalho foi realizado paralelamente ao seu estágio como fashion assistant por um ano. Segundo Emily, sua rotina para levar os dois projetos era pesada: ela acordava às quatro horas da manhã para conseguir editar as fotos, escrever as entrevistas e postar as matérias. Em seguida, se arrumava e ia para o seu trabalho convencional.

emily weiss

Esse ritmo durou um ano, até que o Into the Gloss tornou-se mais conhecido e Emily Weiss começou a receber propostas de anunciantes. Com dedicação exclusiva ao projeto, Emily conseguiu entrar em contato com muita gente que entendia de beleza e maquiagem. Nessas conversas, identificou uma coisa muito interessante: as pessoas gostavam muito de determinados produtos. Porém, a relação que essas pessoas tinham com as marcas era muito fraca (ninguém usaria uma camiseta da L’Oreal por aí, por exemplo).

Além disso, ela também viu que a maior parte das marcas eram “ditatoriais” e em geral diziam que você precisa de um expert para analisar qual é o melhor produto para a sua pele, cor, etc.

Conectando os pontos, Emily Weiss decidiu que seu próximo objetivo era criar uma marca de produtos de beleza.

O nascimento da Glossier, a marca queridinha das Millennials

O background de Emily Weiss definitivamente não era business, porém mesmo assim ela decidiu investir no sonho de criar a sua marca própria de maquiagens e produtos de beleza. Desde o princípio — em 2014 — a empreendedora tinha alguns pontos muito claros para o que seria a Glossier: ela seria vendida apenas digitalmente e a comunicação tinha que ser perfeita. Além disso, a marca deveria valorizar a beleza natural das consumidoras, ter um preço acessível e atendimento impecável.

emily3

 

Diferente das grandes marcas do mercado, o objetivo de Emily com a Glossier era construir um lifestyle. Ela queria que as consumidoras gostassem tanto do branding que tivessem vontade de sair usando moletons com o nome da marca por aí!

Com um objetivo claro, muita força de vontade e foco em execução, Emily Weiss conseguiu fazer com que a Glossier fosse um grande sucesso nos Estados Unidos. No final as contas, a marca conseguiu captar 10 milhões de dólares de investimento em sua primeira rodada (depois a Glossier recebeu muito mais dinheiro de investimento).

A Glossier hoje

Hoje em dia a marca é um sucesso na internet e conta com fãs por todos os Estados Unidos. A Glossier ainda não é vendida no mundo todo, por uma questão estratégica e de logística, infelizmente. Porém, conta com um showroom em Nova York, que — além de mostrar os 20 produtos da marca ao vivo — serve como ponto de encontro para garotas da cidade.glossier

Emily conta que já recebeu ofertas para vender a Glossier em lojas de departamento e grandes redes de maquiagens, porém a sua resposta é sempre não. Ela prefere faturar menos sendo a única responsável pelos canais de venda, mas garantir que a experiência de compra seja fenomenal.

A experiência de abrir uma caixinha da Glossier é muito única e compartilhada com frequência em vídeos no Instagram e Youtube. Inclusive, esse boca a boca é fundamental para o sucesso da marca (cerca de 70% das vendas acontecem por indicação das consumidoras, principalmente pelas redes sociais).

Curtiu a história da Emily Weiss, fundadora da Glossier?! Então acompanhe os canais da marca e não deixe de encomendar um produtinho pra próxima amiga que viajar para os EUA 😉 Instagram da Glossier, site da Glossier.

Comentários

Comentários