Você certamente já deve ter ouvido a clássica lamentação dos ambientes de trabalho: “estou cansada”, “minha vida é muito corrida”, “preciso de férias”.

Ao ouvir essa proclamação, você poderia avaliar que essas pessoas são infelizes, certo? Errado! De acordo com um estudo da Columbia University, publicado no Financial Times, quem se autointitula ocupado é mais eficiente e feliz.

Além de fazer o dia passar mais rápido, uma rotina corrida tem outros benefícios. De acordo com o professor Keith Wilcox, da Columbia University, pessoas que têm uma carga alta de atividades lidam melhor com a perda de deadlines e mesmo assim ficam felizes (diferente de alguns que entram em pânico por não conseguirem finalizar uma tarefa dentro do prazo). “Nossas pesquisas mostram que estar ocupado é uma maneira de diminuir a sensação de fracasso”, explica Wilcox. Por quê? Como são cheias de outros prazos, essas pessoas não se incomodam com uma pequena derrota, mas sim com o resultado do todo (no caso, outros vários trabalhos sendo entregues).

Se você não é absolutamente ocupada, mas deseja ficar mais feliz fazendo suas tarefas, siga a instrução de Wilcox. De acordo com ele, você pode quebrar uma grande entrega em pequenas atividades, cada uma com um prazo. Isso vai fazer com que você olhe para o seu to-do e perceba que sim, tem uma série de atividades sob a sua responsabilidade. Cada vez que você riscar uma tarefa feita, a felicidade vai ser enorme!

Comentários

Comentários